A FORMAÇÃO CONTINUADA DO DOCENTE DIANTE DO USO DAS TECNOLOGIAS DIGITAIS DE INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO NA REDE DE ENSINO DO ESTADO DOPARANÁ

Autores

  • Ingrid Adam Faculdade Fidelis
  • Jamile Ilheus do Nascimento Faculdade Fidelis

DOI:

https://doi.org/10.53546/2674-5593.cog.2021.40

Palavras-chave:

CONCEPÇÃO DE ENSINO, FORMAÇÃO CONTINUADA, TECNOLOGIAS DIGITAIS DA INFORMAÇÃO E COMUNICAÇÃO

Resumo

A formação continuada é a base para a atualização dos conhecimentos, trazendo requisitos necessários para formar educandos para a vida, envolvendo saberes historicamente construídos nas ações pedagógicas dos docentes e discentes. Entretanto, mesmo com toda relevância da formação continuada para o ensino-aprendizagem, nota-se um desafio recorrente na Rede de Ensino do Estado do Paraná presente em discussões sobre o uso das Tecnologias Digitais da Informação e Comunicação (TDIC’s). O presente trabalho objetivou identificar a presença da concepção de ensino histórico-crítica na formação continuada dos docentes diante do uso das TDIC’s. Para tanto, a pesquisa está organizada de acordo com a análise de conteúdo de Bardin (1977), tendo a pesquisa exploratória com a leitura flutuante, realizada sobre todos os textos disponíveis de formação no site dia a dia Educação; em seguida, a categorização dos fundamentos da concepção de ensino histórico-crítica e a análise dessas categorias nas propostas de formação das TDIC’s oferecidas aos docentes na Semana de Estudos Pedagógicos de 2008 a 2018 semestralmente.

Referências

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1977.

BRASIL. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais da Educação Básica. Brasília: MEC, SEB, DICEI, 2013.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Secretaria de Educação Básica. Brasília MEC/SEB, 2018.

BRASIL, Secretaria Municipal da Educação Departamento de Ensino Fundamental. Gerência do Currículo. Geografia o uso do Google Earth em sala de aula. Curitiba: SME, 2016. Disponível em: <http://multimidia.educacao.curitiba.pr.gov.br/2016/12/pdf/00125439.pdf>. Acesso em: 19 de novembro de 2018.

BRITO, G. S.; PURIFICAÇÃO, I. Educação e novas tecnologias um repensar. 2. ed. Curitiba: InterSaberes, 2015.

FONTANA, F. F.; CORDENONSI, A. Z. TDIC como mediadora do processo de ensino-aprendizagem da arquivologia. Ágora, Florianópolis, v. 25, n. 51, p. 101-131, 2015.

GASPARIN, J. L. Uma Didática para a Pedagogia Histórico-Crítica. 3. ed. Campinas: Autores Associados, 2005.

GASPARIN, J. L.; PETENUCCI, M. C. Pedagogia histórico crítica: da teoria à prática no contexto escolar. V. 2. N. 02, 2014.

JORDÃO, T. C. Formação de educadores: a formação do professor para a educação emum mundo digital. In: Tecnologias digitais na educação. MEC, 2009.

LÉVY, P. A inteligência coletiva: por uma antropologia do ciberespaço. São Paulo: Loyola,2000.

MATTAR, J. Design educacional: educação a distância na prática. 1. ed. São Paulo: Artesanato Educacional, 2014.

MEC/INEP. Censo Escolar 2017. Brasília: Inep, 2017. Disponível em: http://inep.gov.br/censo-escolar. Acesso em 28 de maio de 2019.

PARANÁ. Secretaria da Educação. Semana Pedagógica. Dia a dia Educação. Curitiba: SEED – PR. Disponível em: <http://www.gestaoescolar.diaadia.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=1471>. Acesso em: 13 de abril de 2019.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Diretrizes para o uso de tecnologias educacionais. Curitiba: SEED – PR., 2010. Disponível em http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/cadernos_tematicos/diretrizes _uso_tecnologia.pdf. Acesso em 12 de abril de 2019.

SAVIANI, D. Escola e Democracia: teorias da educação, curvatura da vara, onze teses sobre educação e política. São Paulo: Cortez: Autores Associados, 1989.

SUNAGA, A.; CARVALHO, C. S.; As tecnologias digitais no ensino híbrido. In: BACICH, L.; TANZI NETO, A.; TREVISANI, Fernando deMello (Orgs.). Ensino híbrido: personalização e tecnologia na educação. Porto Alegre:Penso, 2015.

Downloads

Publicado

2021-08-26

Edição

Seção

Artigos