OS DESIGREJADOS NA COLÔNIA WITMARSUM

Autores

  • Siegfried Pauls Faculdade Fidelis
  • Arthur Wesley Dück Faculdade Fidelis

DOI:

https://doi.org/10.53546/2674-5593.rc.2020.39

Palavras-chave:

Desigrejados, Colônia Witmarsum, Igreja

Resumo

O objetivo deste artigo é apresentar formas de aproximação da igreja para com os desigrejados da Colônia Witmarsum. Para isso utiliza-se a metodologia de pesquisa qualitativa, recorrendo-se antes, na parte teórica, ao auxílio de autores como Bomilcar (2012) e Burke (2006). As áreas trabalhadas na pesquisa de campo, definidas após uma entrevista com um líder da comunidade local foram: (1) Finanças; (2) Exclusão Social; (3) Testemunho Pessoal; e (4) Competição.  Constatou-se que uma das principais razões para o afastamento de pessoas da instituição eclesiástica é o desapontamento daquelas para com esta. Sabendo disso, propõe-se que haja um equilíbrio entre ambas as partes: por parte dos desigrejados, o reconhecimento de que a igreja é formada por pessoas falhas; por parte da igreja, o compromisso de ser exemplar em sua conduta.

Biografia do Autor

Siegfried Pauls, Faculdade Fidelis

Bacharel em Teologia pela Faculdade Fidelis

Arthur Wesley Dück, Faculdade Fidelis

Doutor em Teologia pela Escola Superior de Teologia - EST. Docente do curso de Bacharelado em Teologia da Faculdade

Referências

BARKER, Kenneth (Org.). Bíblia de Estudo NVI. São Paulo: Vida, 2003.

BOMILCAR, Nelson. Os sem-igreja: buscando caminhos de esperança na experiência comunitária. São Paulo: Mundo Cristão, 2012.

BURKE, John. Proibida a entrada de pessoas perfeitas: um chamado à tolerância na igreja. São Paulo: Vida Acadêmica, 2006.

CAIRNS, Earle Edwin. O cristianismo através dos séculos: uma história da igreja cristã. 3. ed. São Paulo: Vida Nova, 2008.

CARSON, D. A. O comentário de Mateus. São Paulo: Shedd, 2010.

CÉSAR, M. C. Feridos em nome de Deus. São Paulo: Mundo Cristão, 2009.

CHAMPLIN, Russel Norman. O Novo Testamento interpretado versículo por versículo. São Paulo: Hagnos, 2002. 6 v.

COLE, Neil. Igreja Orgânica: Plantando a fé onde a vida acontece. Rio de Janeiro: Habacuc, 2007

DYCK, Cornelius J. Uma Introdução à história Menonita: uma história popular dos anabatistas e dos Menonitas. Campinas: Cristã Unida, 1992.

FERREIRA, Yoshiya Nakagawara. Imigrantes: progresso material e diversidade cultural no Paraná. Revista Geografia, Londrina, v. 5, 1988, p. 100-109.

GEORGE, Timothy. Teologia dos reformadores. São Paulo: Vida Nova, 1994.

HOLM, Carla Caroline; CARDOZO, Poliana Fabíula. Exploração do patrimônio étnico em Colônia Witmarsum: os menonitas e suas diversas migrações ao redor do mundo. Revista Contribuciones a las Ciencias Sociales, n. 27, jan. – mar., 2015. Disponível em: <http://www.eumed.net/rev/cccss/2015/01/witmarsum.html>. Acesso em: 10/10/2015

JACOB, C. R. et. al. Atlas da filiação religiosa e indicadores sociais no Brasil. Rio de Janeiro: PUC – Rio; São Paulo, Loyola, 2003, p. 115

JACOBSEN Wayne; COLEMAN Dave. Por que você não quer mais ir à Igreja? Uma história sobre o verdadeiro sentido do amor de Deus. Rio de Janeiro: Sextante, 2009.

JANZEN, Harry. Por que os menonitas são como são? Fé, sociedade e cultura. In: SIEMENS, J. Udo (org.). Quem somos? 1930-2010: a saga menonita: rompendo a barreira cultural. Curitiba: Esperança, 2010, p. 109-120.

KIMBALL, Dan. Eles gostam de Jesus mas não da igreja: insights das gerações emergentes sobre a igreja. São Paulo: Vida, 2011.

MARSHALL, I. H. Igreja I: Evangelhos. In: REID, Daniel G. (Ed.). Dicionário Teológico do Novo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 2012, p. 635-639.

McGRATH, Alister E. Teologia histórica: uma introdução à história do pensamento cristão. São Paulo: Cultura Cristã. 2007.

McKNIGHT, Scot. 40 dias vivendo O Credo de Jesus. Curitiba: Esperança, 2008.

MUZIO, Rubens. O DNA da igreja: Comunidades cristãs transformando a nação. Curitiba: Esperança, 2010

O´BRIEN, P. T. Igreja II: Paulo. In: REID, Daniel G. (Ed.). Dicionário teológico do Novo Testamento. São Paulo: Vida Nova, 2012, p. 639-648.

PAULS, Alfred. Menonita, conte sua história. In: SIEMENS, J. Udo (org.). Quem somos? 1930-2010: a saga menonita: rompendo a barreira cultural. Curitiba: Esperança, 2010, p. 21-56.

_____. Menonitas alemães no Paraná. In: VITECK, Harto (org.). Imigração alemã no Paraná: 180 anos – 1829-2009. Marechal Cândido Rondon: Germânica, 2011, p. 197-233.

_____. Witmarsum para conhecer e gostar. In: SIEMENS, J. Udo (org.). Quem somos? 1930-2010: a saga menonita: rompendo a barreira cultural. Curitiba: Esperança, 2010, p. 155-166.

PAULS JR., Peter. “MENNONITEN IN BRASILIEN”. GEDENKSCHRIFT zum 50 Jahr – Jubiläum ihrer Einwanderung 1930 1980. (Documento histórico para o jubileu dos 50 anos de imigração menonita no Brasil). Witmarsum: 1980.

_____. Witmarsum in Paraná. Witmarsum: s/ Editora, 1976.

PERDUE, Bob. Dez escolhas de vida: recuperando a vida que você sempre quis viver. São Bento do Sul: União Cristã, 2009.

SHELLEY, Bruce L. História do cristianismo: Ao Alcance de Todos. São Paulo: Shedd, 2004.

SILVA, Ricardo Agreste da. Igreja? Tô fora!. São Paulo: SOCEP, 2007.

YANCEY, Philip. Maravilhosa graça. 4. ed. São Paulo: Vida. 1997.

Downloads

Publicado

2021-03-17

Edição

Seção

Artigos